♫♫ Ouça o Micellipodcast! ♫♫

♫ Micelli on Blip FM ♫

domingo, 7 de dezembro de 2008

Boas notícias?

por Sylvio Micelli

Maluf preso. Jefferson cassado. Severino por um triz. São notícias que tempos atrás, não imaginaríamos. Se não fosse por uma sensação de que tudo está, inexoravelmente, perdido poderíamos até imaginar que o Brasil está no caminho certo. Talvez aquele mesmo discurso nacionalista piegas do regime militar, quando se bradava que ninguém segura (sic) este país.

Temo, porém, pelo futuro. O Brasil, no campo político, ainda não tem nomes. Por conta da democracia, sou favorável que Lula termine seu mandato e que a população dê a resposta nas urnas. Mas temos pessoas capazes de mudar a ordem das coisas? Será que os brasileiros somos competentes para as necessárias e inadiáveis respostas? Mesmo cassando-se deputados em penca ou colocando, mesmo que provisoriamente, políticos corruptos atrás das grades resolvemos todos os problemas?

Acredito que não. Treze anos atrás, servindo a múltiplos interesses, Collor foi cassado. Muitos pensaram, eu incluso, que a partir de então todas as nossas mazelas seriam purificadas. Claro, e que isso fique bem explicado, que a "página Collor" foi de suma importância para o país. Mas foi pouco. E continua sendo.

A pergunta principal, e que muitos se esquecem, é onde está o dinheiro? Marcos Valério tratou milhões de reais como eu trato minhas moedas no bar da esquina. De onde veio toda esta dinheirama? Contas no exterior? Lavagem de dinheiro? Narcotráfico? O juiz Nicolau desviou milhões da obra do prédio do Tribunal Regional do Trabalho. Passou uns tempos na cadeia. Mas... o dinheiro foi repatriado? Alguns tostões, talvez. Mas o grosso está nas mãos deles, os tungadores da pátria varonil.

Fica uma sensação de vazio. E irrita-me não ter respostas. Parece que o Brasil tem caminhado, meio bêbado, meio equilibrista - permitam-me o plágio da letra de Aldir Blanc, imortalizada na voz de Elis. A economia, sob a égide do "deus-mercado", não tem dado maiores problemas. Mas mesmo assim, há muito o que fazer.

Há muitos esqueletos insepultos. Celso Daniel, Toninho de Campinas, o restaurante Fiorella, as contas de Severino e de Duda Mendonça, as exageradas viagens de Lula - até para a Guatemala! - e o sonho de uma vaga no Conselho de Segurança da ONU, cuja intenção real desconheço e não compreendo. Acho que o governo tem muito ainda a fazer por aqui para mexer com a ONU, que para mim, é o 51º estado norte-americano.

Rogo para que tudo se resolva no Congresso e que o Brasil volte a trabalhar. Ainda há mendigos e malabares nos semáforos da Radial. Não quero, nem posso ser um desesperançoso como eles.

Texto originalmente escrito em 17/09/2005

3 comentários:

Juarez Lourenz disse...

Concordo plenamente com vc

E aqueles que têm o mínimo de discernimento já perceberam que a pizza está no formo, pois cassar meia dúzia de pilantras, deixar os outros continuarem a fazer as falcatruas, derrubar o Valério, mas deixar os corruptores elegerem outro careca desprezível para continuar o seu legado é o que se está vislumbrando no horizonte sombrio da desfasatez e do jogo de cena político.

E na realidade o que ninguém segura é a cara de pau de nossos políticos, muitos deles agora se fazendo passar por “madre Tereza” e como a última reserva moral (já ouvi isso em algum lugar) de nosso País.

Um abraço
Juarez Lourenz
Grupo PERFIL

Selma Orosco disse...

Contudo, caro Sylvio, temos que tocar a vida não é mesmo?

Um abraço da Selma Orosco

Teka disse...

Olá Micelli
Vc acredita mesmo que o Brasil mudou?
Eu penso que não.E vou explicar o pq. Quando um cara comemora com seus amigos brindando com champanhe sua cassação, alguma coisa ai tem....
Penso que a direita montou o circo, e o Jeferson fez seu espetáculo como mandava o figurino. E agora , para sair de cena, cheio de moral e vitima de tudo, tinha que ser cassado, fechou com chave de ouro sua atuação.
O Maluf no meu modo de pensar, só foi preso, pq precisavam de uma pessoa para dar exemplo de honestidade(sic) da direita, para poderem chegar as vias de fato com o PT. Ele foi a vitima da vez.Ô dó!!!
O Severino é um abobado, que só foi colocado como presidente da câmara, para desmoralizar o PT, ali foi o inicio deste grande show da direita. Agora ele não tem mais serventia. Precisam tirar de lá o sujeitinho, pq se acontecer alguma coisa com o Lula( tudo por acontecer, desde suicídio, até ser deposto), vai ser o presidente da câmara quem vai assumir.
Pode ter certeza que o Maluf assim como o Jererson e o Severino, serão muito bem gratificados por este serviço prestado, com finalidade única de acabar com o PT(Leia aqui o representante da esquerda brasileira) para manter a "integridade"(sic), moral(sic), da direita.
Bom, é assim que eu vejo este circo todo. O Brasil não mudou, apenas mudaram os atores, e o script. o Show continua.
Política partidária? Ui, que nojo!!!!!!
Beijokas da Teka